25 de set de 2010

pout-porri



'e eu fico aqui, sem caber de imaginar.'
pego pedaços, pego migalhas,
tento juntar.

nem que eu pegasse,
o melhor trecho
dos melhores poetas,

'poetas pra quê?'

nem que eu recortasse
as melhores notas,
das nossas melhores músicas...

nem...

'nem pude evitar, tirou meu ar.'
quedê meu chão?

e nessa nossa 'selva,
de concreto'
temos o meu suspiro,
o seu sorriso,
e a nossa vontade.

'menino bonito',
me 'traz o alívio'
da nossa verdade.

3 comentários:

Mima disse...

sem inspirada, né? comigo não acontece sempre assim.

augusto martins disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
augusto martins disse...

queria que existisse um botãozinho assim: "apareça jé"

seria tão mais 'prático'... simples assim!