27 de abr de 2014

Cafuné



Desses catados e achados, que hoje reviraram meu estômago e lençol, aos poucos, me desfaço.
Nesses carinhos desaforados, no teu sorriso de canto, me refaço.
No samba de pele, que me faz com a ponta dos dedos... Me perco. 
E me acho.

Nenhum comentário: