25 de mar de 2011

certeza


eaí, num bip contínuo que me embaralham nos olhos,
abro, e juntando te com ám, o sorriso me faz nascer.

depois de tantas palavras jogadas,
soltas, e atiradas pela nossa embriaguez,

na manhã dos flashes escuros
me pesa a cabeça, clareia o pensamento.

me convence de que por fim...
chegou, bonito... a nossa vez, até que enfim, vai acontecer.

Um comentário:

Kinho disse...

Vc faz dança com as palavras, jéssikinha!