1 de mar de 2011

o "pra sempre" de verdade.


Demorou muito, e ainda acho que não será suficiente. Quero gritar os sentimentos, mas não consigo. As palavras, mais uma vez, sumiram dos meus dedos. Com uma intensidade milhões de vezes maior, que das outras vezes...
Vazio.
Saudade é bicho feio. Vazio é bicho ruim. Contra eles, tenho algumas armas... Sendo assim, aos poucos espero conseguir vencê-los... Se não, trazê-los pro lado do bem. Tenho comigo as Lembranças, aquele Carinho, aquela Parceria e a Cumplicidade...
Chega aquele sentimentozinho que corrói por dentro, que faz com que a gente não queira acreditar. Chega, e instala dentro de nós, aquela sensação de 'viagem longa'...
Pois é.
Fácil, não é. Mas eu não tinha a dimensão do quanto é difícil. Eu consigo sorrir, e lembrar das coisas boas... Mas, não posso mentir nem esconder a minha indignação. Impossível, não questionar (pelo menos um pouco) a vontade Divina, que nos tirou alguém tão... Tão... Tão.
Alguém que é TANTO, que me faltam as palavras para descrevê-lo. Eu acredito e me apego na certeza de que não é 'Adeus'... Assim, talvez fique mais fácil...
Me apego, nas risadas. Nos momentos. Me apego. Agradecer, é pouco... Por ter na minha vida, alguém tão... Tão. Por poder chamá-lo de "meu amigo".
Eu olho em volta, e aparentemente nada mudou. Tudo está no seu devido lugar. Depois de olhar, VEJO que, aos meus olhos, a imagem que projetamos desse mundo, perdeu um pouco (lê-se "muito") do brilho & contraste.
As músicas agora, me fazem sempre um sentido diferente. A palavra "saudade" vai sempre te trazer um pouco mais perto... Os olhos, não derrubam mais lágrimas tão facilmente... Algumas coisas, pessoas e situações ficaram pequenas e insignificantes, perto do teu signo, significante e significado.
Te deixo vivo aqui. Te guardo vivo aqui. Aqui dentro. Aqui! Nas letras, nas músicas, nas histórias, nas risadas. Pra sempre.
Eu sei que agora, estás bem... O que pra mim, também é conforto. Eu espero que fiquemos bem também. Com um pedacinho do peito a menos... Com uma saudade eterna, tatuada por dentro... Mas sempre praticando a alegria que você espalhava, lembrando e sorrindo, para que NÓS e PRINCIPALMENTE VOCÊ, não esqueçamos do quanto foi válido. Curto, mas MUITO válido.
Obrigada. Sempre. Saudade, muita.

2 comentários:

chrisl disse...

Fazia dias que meus olhos não se enchiam de lágrimas como se encheram agora...

Ná disse...

Ai... sempre q eu entro aqui é uma pontada nova... mas mesmo assim é bom, muito bom...