12 de set de 2008

ad infinitum, significar.

até o infinito.
mesmo se a perna bambear, se a voz fraquejar.
eu vou até o infinito.

com pausas, talvez, pra descansar.
o folego recuperar.
mas sempre e pra sempre continuar.
infinitamente, até o infinito.

se nas minhas escolhas eu não acertar,
se do meu caminho eu desviar...
não importa.

sempre, ao infinito.
meu ciclo natural continuar,
meus medos enfrentar,
minha cabeça levantar, e rumar ao infinito.

minhas metas traçar,
amores aprender a amar,
passado enterrar.

do dispensável esquecer,
aprender a olhar, e realmente ver.
diferentes pontos de vista, entender.

me permitir, quem sabe sonhar.
na minha capacidade acreditar,
da minha sorte, não depender.

minha coragem exercitar,
meu coração, ensinar a falar.
meu coração, ensinar a calar.

minha vida, organizar.
sorrisos, eternizar.
algumas lágrimas, esconder.

até o infinito viajar.
os pés no chão, aprender a colocar.
mas algumas loucuras cometer.

aceitar algumas imposições,
contrariar outras decisões.

por mais longe que possa parecer,

cansativo que possa se tornar,
eu de verdade não vou mais me importar.

meu barco até infinito eu vou levar.

2 comentários:

Anônimo disse...

oO.

Barquinho?
Ele tá furado?
Trouxe baldinhos!

Rumo ao infinito?
Alêm do horizonte?
Onde o sol se esconde?

:}

Conversas sublimes! Então, até! :*

Ps: Palavras carregando sentimentos demais. Nusss!.. Fascinante.. :}


Ps2: E daí que é texto "velho"? :*

Jacqueline disse...

vc deveria fazer jornalismo!
Perfeita como sempre!!!
e vamos levando o barquinho ao infinito.....