8 de ago de 2009

sus,píro.


não sou literal. desvende, descubra.
eu sou inteira de palavras não ditas,
olhares gritados,
toda gestos e subentendidos.

sou guiada pelos olhos fechados,
sou toda sentidos.

passo longe dos meio-termos,
eu gosto é do exagero... do derramado,
do perdido, ou ganhado.
do teu muito certo, ou do meu muito errado.

eu gosto das risadas escancaradas, histórias bem contadas...
e seus finais surpreendentes.

eu espero o plâtonico infundado,
uma certa ironia, e o descontrole eminente.

eu gosto dos sem juízo, gosto do chão liso...
pra cair e levantar.

eu quero é a descoberta, quero deixar a porta aberta...
esperando que você, pela minha janela, escolha entrar.

4 comentários:

Thiago disse...

Eu acho que nunca consegui TE ver tão claramente em um texto teu, quanto nesse! Muito você! Exatamente a tua cara! Parabéns, mesmo!

Laura e Filipe disse...

essa é minha jessy! nunca conheci ng q soubesse fazer tão bom uso de palavras. SUBLIME ASSIM! te amo djébs linda :D

Frino disse...

se pá, vira música! :)

Fabrício disse...

Sinceramente... perfeito.

Que orgulho de vc sua desgarrada!