19 de jan de 2011

cãmenãme?


a saudade vai doer
as histórias vão ficar,
o cacto vai crescer,

e vocês, provavelmente, não vão cortar.

xulím, rainha resistência, o teto vai até furar,
de quinta tem chorinho, na quarta erimar,
mas na terça... uma breja lá no edgar!

a voz do bitóca? não vô vê engrossar,
o felipe... com a tigela da tia ed, pra sempre vai ficar.
mas e ela, dona nega...
a aluaaaaar?

dela, senhores pocreditá... não tem nem o que falar.

ela é meio bossa, meio samba,
chegou, e que bom que veio pra ficá.

eu só posso agradecer, e dar a certeza de que fui, mas vou voltar.
que seja pra dormir, na pedra do leão,
ou babar naquele sofá.

2 comentários:

nega disse...

vc não devia mandar uma coisas nessas pleno horario de trabalho. minha cara foi na chon. vc é linda, o texto tá lindo. te amamos jéss.

Racionalismo Filosófico e Espiritual disse...

Adoro!