14 de dez de 2008

Retrato

Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração
que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
- Em que espelho ficou perdida a minha face?

Cecília Meireles


____________________________

Inspiração.

eu não tinha,
esses sonhos impossíveis.
as lembranças às traças,
esse orgulho, rasgado.

eu não tinha,
esses olhos já tão secos,
tão fundos...
imundos.

pés tão cansados,
de um caminhar já sem fim.

eu não tinha,
tantas dúvidas, medos e saudades.

não tinha,
essas verdades doloridas,
esse ar que já me falta,
um abraço que não volta.

hoje tenho, um caminho que não sigo.
o papel como amigo.
um reflexo que não vejo.

hoje paro, em frente ao meu espelho
me vejo vestida de saudade,
de vontade
... e desespero.

Nenhum comentário: